Treinar pouco e correr meia maratona é possível.

Meia maratona de São Paulo em 21.02.2016
 
Atividade física é saúde e proporciona boa condição física
   É assim que Keneth Cooper inicia seu livro traduzido como Aptidão física, editado há 5 décadas. Justifica no começo do livro a sua escolha entre 3 homens para missão espacial. Um era forte, outro normal, outro mais franzino que pedalava vários quilômetros para chegar ao trabalho. Ele escolheu o mais franzino, para espanto de muitos, porque pedalava vários quilômetros, por isso era ativo e tinha melhor condição física.

A maratona, historicamente, está ligada ao guerreiro grego que teria corrido da cidade de Marathon até Atenas para levar a notícia da vitória dos gregos. Chegando e cumprindo a missão de levar a notícia, teria morrido.

Esse óbito tem fundamento, pois correr 42 km precisa de treinamento específico. O mesmo ocorre com meia maratona, 21 km.

É impossível uma pessoa sedentária percorrer 21 km e terminar a prova.

Mas, como salientou Cooper, uma pessoa ativa tem preparo.

Existem profissões em que a pessoa tem grande atividade física, como garis, lavradores, carteiros, etc. Também há cidadãos que vão para os locais de bicicleta ou a pé. Essas atividades são aeróbicas, desenvolvem a capacidade aeróbica, assim, têm “fôlego” para correr longas distâncias. Com algum treino específico e orientação, são capazes de cumprir trajetos de corridas e terminar sem morrer, ao contrário do que aconteceu com o guerreiro grego Fidípides.

 ir para a home page