março 2015

 
 

MATÉRIAS DE MARÇO DE 2015 DO JORNAL ATIVIDADE FÍSICA, NÚMERO 184

 

1 - CORPORE

Dr. David Cytrynowicz - Presidente da CORPORE

Dr. Amadeu Armentano - Presidente do Conselho Deliberativo

Prezado (a) corredor(a)

Aí estão nossas provas previstas para esta temporada.

Grande ano para todos.

Abraços

Armentano

 

EVENTO

DATA

EXTENSÕES

Princess Magical Run
Local: Ibirapuera

08
mar

2,5 km
7 km

16ª Meia Maratona internacional Corpore
Local: USP

12
abr

5 km
21,1 km

Maratona Revezamento Vingadores
Local: USP

26
abr

42 km

15ª Corrida GRAACC
Local: Ibirapuera

10
mai

3,1 km
10 km

6ª Corrida do Shopping União
Local: Shopping União Osasco

07
jun

4 km

9 km

6ª Corrida da Amizade
Local: Monte Líbano

28
jun

6

20ª Corrida dos Bombeiros
Local: Ipiranga

28
jun

10 km

20ª Prova do Centro Histórico
Local: Anhangabaú

09
ago

9 km

4ª Disney Magic Run
Local: Ibirapuera

30
ago

3,1 km
10 km

12ª Shopping Aricanduva
Local: Shopping Aricanduva

25
out

4 km
9 km

20ª São Paulo Classic/Zumbi dos Palmares
Local: Ibirapuera

22
nov

3,1 km
10 km

2ª Star Wars Run
Local: Memorial América Latina

29
nov

6 km

Corrida de Natal Corpore
Local: Anhangabaú

6

dez

5 km
10 km

 

 

2 - Publicações sobre prevenção do câncer

Dr. Ruggero Bernardo Guidugli

www.atividadefisica.net/ruggero-news

Segundo a Organização Mundial de Saúde, 30% das mortes por câncer são causadas por fatores de risco como obesidade, alimentação inadequada, inatividade física, tabagismo e uso abusivo do álcool.

Esses fatores de risco seriam, portanto, semelhantes aos das doenças crônico-degenerativas do adulto, intimamente ligados a hábitos e estilo de vida inadequados, associados ao desrespeito ambiental.

O combate a estes fatores de risco constitui uma estratégia fundamental para a prevenção do câncer, devendo incluir ações informativas e de enfrentamento, abrindo assim caminho para mudança de comportamento e hábitos de vida mais saudáveis.

Nestas últimas semanas duas publicações envolvendo estudos sobre prevenção destas doenças foram lançadas e seria interessante todos nós fazermos uma grande reflexão sobre seus conteúdos.

Uma delas, Prevenção do Câncer, do cancerologista Roberto Gomes, aborda a questão da prevenção do câncer embasada na metodologia científica e da atualização de conhecimentos sobre todas as suas formas.

A outra, O Doente Imaginado, do cardiologista Marco Bobbio, filho do filósofo Norberto Bobbio, conclui que os tratamentos preventivos são falíveis, receitando um estilo de vida equilibrado, que não prive as pessoas dos prazeres à mesa. “Meu pai dizia que o homem de cultura é aquele que valoriza a dúvida”, afirma Marco Bobbio.

Estilo de vida equilibrado deve sempre ser prescrito e a dúvida sempre deve fazer parte de todo o raciocínio humano.

Entretanto, deixar de alertar veementemente os pacientes sobre certos riscos incontestáveis para as doenças como associação tabagismo-sedentarismo constituiria um fato estranho até para os leigos, pois, na atualidade, o conhecimento científico, o bom senso e até a própria intuição respaldam todas as ações preventivas para as doenças, como são pregadas pela Organização Mundial de Saúde.

 

3 - Elevação do percentual de mulheres nas corridas e performance

Roberto Losada Pratti – diretor do jornal Atividade Física

Antigamente poucos sabiam da virtude da corrida. Era pequeno o número de pessoas que treinavam constantemente e eventos de corrida eram raros. As corridas contavam apenas com dezenas de corredores e o percentual de corredoras era quase 0%.

Estudos científicos indicam que a atividade física é importante para a qualidade de vida.

A corrida se popularizou e é utilizada por muita gente com tal objetivo.

Hoje o aumento do percentual feminino é notório até pela simples observação em competições, parques, clubes, academias e até nas esteiras dos condomínios.

Você mesmo pode verificar. Abra um site de resultados de corrida e calcule. Por exemplo, na Corrida do Centro Histórico em 2014, dos 4.876 que concluíram, 1.413 eram mulheres, o que representa 29%.

Segundo dados da Federação Paulista de Atletismo, de 653.140 participantes de corridas de rua acompanhadas pela FPA, 223.344 eram mulheres, o que significa mais de 34%.

A performance das mulheres também teve grande evolução.

Veja na tabela abaixo os tempos na categoria feminina em 4 maratonas no Brasil. O tempo das campeãs está abaixo de 2 horas e 50 minutos, marca que pequena porcentagem de homens consegue.

Isso sem falar em recordes mundiais femininos: 5.000 metros - 14 min 11s; 10.000 metros - 29min31s; maratona - 2h15min25s.

Porcentagem pequena de homens atinge tais performances.

 

4 - Homenagem do jornal Atividade Física à mulher

Ariane Pratti – redatora do jornal Atividade Física

A atividade física é essencial para todos e também para a mulher.

Para incentivar a mulher a praticar atividade física e também homenageá-la, o jornal Atividade Física publicou no link http://www.atividadefisica.net/post/ fotos de leitoras praticantes de atividade física.

Também foi feita uma votação e as fotos mais votadas foram de Iara Mizaias e Rosecler Sfredo.

Publicamos a seguir as fotos em ordem alfabética.

Parabéns a elas e a todas as mulheres do Brasil.

 

5 - Alimentação para quem corre

Mauro  Saccomani

www.atividadefisica.net/mauro-saccomani-escreve

Amigos da Corrida,

Não sou nutricionista, sou apenas um aprendiz de corredor, todavia como um interessado no tema tenho lido bastante sobre como me alimentar pelo menos de forma correta antes de fazer meus treininhos, ou antes de algumas provas. Aí vão algumas dicas que acho importante repassar:

Nós corredores precisamos comer de forma saudável e manter nosso nível de energia, para os treinos e provas. Sem dúvida isso ajudará a manter o corpo forte.

A alimentação, além de ser balanceada, precisa contar com alguns alimentos que fazem com que o seu desempenho na corrida de rua melhore. O que se pode comer e o que não se deveria ingerir nos momentos que antecedem a corrida são pontos importantes para qualquer corredor. E, no dia da prova, a preocupação deve ser redobrada, visto que apenas um erro pode jogar por água abaixo semanas de treinamento.

No dia anterior da competição, por exemplo, você pode consumir alimentos que sejam fontes de carboidratos, especialmente os complexos, como batata doce e pães integrais. Os carboidratos são rapidamente digeridos e, por isso, são considerados ideais para o trabalho muscular. Se a corrida for de manhã, acorde pelo menos duas horas antes da largada e tome um café à base de pães, suco e frutas. Outra dica é levar uma barra de cereal, ou alguma fruta como maçã e banana, para comer 40 minutos antes da largada. Mas, caso a prova seja à tarde, faça uma refeição duas horas antes que contenha, por exemplo, arroz integral, salada com legumes cozidos e um filé de frango ou peixe, que são proteínas leves e com baixo teor de gordura.

Os alimentos que você deve evitar no grande dia, são os ricos em gordura, que atrapalham a performance durante a prova.

As fibras também não são boas opções, pois demoram a ser digeridas e podem estimular o processo gastrointestinal.

O chocolate, apesar de ser uma reconhecida fonte de energia, contém muita gordura, além de essa energia fornecida por ele não ser instantânea.

Antes de qualquer prova, nunca coma alimentos gordurosos, frituras, bebidas alcoólicas, carnes pesadas ou alimentos de difícil digestão.

Alimente-se pelo menos 5 vezes ao dia com pequenas quantidades e busque um equilíbrio entre fome e vontade de comer, e pouco café.

Essas são apenas algumas regrinhas que você deve sempre ter em mente.

Mas, afinal, quais são as melhores comidas para quem corre?

Pelo que tenho lido, listarei aos amigos as dicas dos alimentos que tenho ingerido de forma constante, não pensando somente no dia da prova, mas sim em me manter de forma equilibrada e com o organismo pronto sempre.

1. Massas e pães. Quem corre precisa de carboidratos para ter combustível para os treinos, e pães e massas são escolhas óbvias. Todavia, no dia da prova não aposte em carboidratos integrais para que as fibras não acelerem o trato intestinal, fazendo com que você tenha desconfortos gástricos.

2. Ovo. Apenas um ovo já satisfaz cerca de 10% das suas necessidades diárias de proteína e aminoácidos. O alimento ajuda na reparação e na recuperação muscular.

3. Grãos. Feijões, lentilha, grão de bico e ervilha são ricos em proteínas e fibras, além de serem fonte vegetal de ferro e pobres em gordura. Por isso, precisam fazer parte da sua dieta.

4. Peixes ricos em ômega. Salmão, sardinha, anchova e atum são ricos em ômega-3, uma gordura insaturada que protege o coração, os vasos, o cérebro e tem efeito anti-inflamatório.

5. Batata doce. Tem grande quantidade de vitamina B6, que ajuda no metabolismo proteico e na passagem de sangue pelas artérias, e boa porção de potássio, que controla a retenção líquida. Também é ótima opção para um lanche antes de provas de longa distância.

6. Iogurte. Fonte de probióticos, proteína e cálcio, também é rico em vitamina D, um dos nutrientes mais estudados e relacionados com o impacto na saúde muscular. Ajuda muito na flora intestinal.

7. Banana. Praticidade, durabilidade, bom preço e paladar. Junte a essas qualidades os benefícios do potássio e do carboidrato na medida certa (cerca de 20 g em uma unidade) e as mais variadas possibilidades de combinação. Além de conter fósforo, magnésio, cálcio e fibras. Está repleta de agentes probióticos.

8. Pasta de amendoim. É um bom alimento para quem quer perder peso com a corrida, já que ajuda a manter a saciedade e não engorda (a menos que você coma calorias demais durante o dia). Apesar de ser rica em gordura, essa é uma gordura boa e não tem colesterol.

9. Cenoura. Excelente fonte de vitamina A, que ajuda a manter o sistema imunológico, a cenoura tem poucas calorias, sendo um bom lanche para os corredores que querem manter o peso. Coma cenoura todos os dias, não somente na véspera das provas.

10. Cereais integrais. Quinua, arroz integral, arroz negro e aveia são boas fontes de carboidratos, ricos em complexo B, ferro e fibras, que participam do processo de geração de energia do nosso corpo. Tenha sempre uma porção por perto.

Acho que é isso!

Boa alimentação, bons treinos e viva feliz!

 

6 - Corridas de rua em São Paulo evoluem 11,75% em 2014

A prática de corridas de rua continua crescendo no Estado de São Paulo, com tal tendência sendo mantida desde 2001, quando a Federação Paulista de Atletismo passou a registrar os índices.

Em 2014, houve uma evolução de 11,75% em relação a 2013 nas corridas consideradas regulares pela FPA, ou seja, efetivadas com o devido alvará expedido pela entidade.

O número de participantes subiu 15,35% quando comparado ao ano anterior: 653.140 pessoas.

Desse montante, 429.796 foram homens e 223.344, mulheres.

O maior número de incidência de eventos foi no mês de novembro, com 55 corridas regulares.

Além das 361 provas com alvará, foram efetivadas outras 237 consideradas pela FPA como irregulares (sem alvará).

Portanto, no estado bandeirante ocorreram 598 corridas de rua.

Assim sendo, o percentual de eventos legais foi de 60,37%.

Necessidade do Alvará

A FPA representa a CBAt (Confederação Brasileira de Atletismo), em São Paulo. E a CBAt, a IAAF (International Association of Athletics Federations).

A exigência de alvará pela entidade paulista é a mesma percebida em eventos nacionais e internacionais.

Com a necessária pré-análise de um evento pela FPA, evita-se que a corrida dos interessados se torne uma aventura, com problemas estruturais, técnicos e principalmente de saúde.

E mais: Provas sem o devido alvará não podem ter resultados homologados junto à entidade maior do atletismo de São Paulo e, muito menos, em nível nacional e mundial.

 

7 - Falta de água na corrida

Prof. Luis Tavares      

A crise hídrica pegou de surpresa muita gente, mas nos treinos e competições sabemos que perdemos muita água e sais minerais, e isso não é surpresa para nós e você deve ter alguns cuidados para evitar a desidratação: consuma líquido antes, durante e depois do treino; prefira líquido com minerais, como água-de-coco, isotônicos, suco de frutas e água mineral; nunca beba em grande quantidade de uma só vez; para atividades longas nos dias quentes, beba água quase gelada porque a absorção pelo organismo é imediata; beba água sempre, mesmo sede, pois a sensação de “sede” é a primeira etapa de falta de água (desidratação).

8 - A mulher no esporte brasileiro

Pereira – ASSINDIC

A mudança na sociedade brasileira em que a mulher assume papel importante se reflete em todas as áreas há um bom tempo.

No esporte brasileiro isso também ocorre há décadas.

Por exemplo, na década de 1960 Maria Esther Bueno ganhou fama no mundo do tênis e foi homenageada no  International Tennis Hall of Fame.

Outras brasileiras também marcaram seu nome em competições de alto nível nacionais e internacionais.

A Olimpíada de 2016 será um dos maiores ou maior evento de esporte realizado neste século no Brasil

Várias brasileiras têm chances de medalhas no Rio em esporte individual e coletivo, olímpico e paraolímpico, e nos pódios atletas brasileiras ostentarão medalhas.

 

 

9 - Interval training

Prof. Carlos Ventura

O interval training, criado na Alemanha por Reindell-Gerschler, objetiva alterações morfológicas e funcionais no sistema circulatório, respiratório e muscular, usando velocidade média e repetições até 400 m, com intervalos relativamente pequenos.

A intensidade deve ser dosada. Quando o estímulo é muito forte este treino é prejudicial.

A sugestão é 100 m para potência muscular, 400 m para desenvolver ritmo e resistência, e distâncias máximas até 1.000 m.

Para corredores de 5.000 metros são sugeridas as repetições a seguir: 100 m - 40 repetições; 200 m - 25 repetições; 400 m - 10 repetições.

Os intervalos devem ser baseados nos batimentos cardíacos com média de 140 bpm, iniciando a repetição quando os batimentos estiverem por volta de 120 bpm nos intervalos de trote leve (intervalo ou pausa ativa).

A sugestão é que este tipo de treinamento seja feito depois de uma base bem sólida obtida por corrida longa e lenta (LSD).

Bons treinos e excelentes corridas para todos os nossos leitores.

 

10 - XI Corrida do Mancha

Plinio Cabral - Mancha

A corrida é democrática no sentido de inserir qualquer pessoa na prática da atividade física e lhe proporcionar saúde e sociabilidade.

Correr tem custo praticamente zero. O evento de corrida é cenário propício para que a pessoa sinta prazer em correr, faça amizades e aprenda técnicas de corrida observando atletas e trocando experiências.

Com esse objetivo surgiu há onze anos a Corrida do Mancha, dando oportunidade de correr em pista com atletas de alto nível e amadores, sem distinção, com inscrições grátis.

Veja mais sobre a XI Corrida em www.atividadefisica.net/mancha
 
 

11 - Estatísticas indicam nova performance para idosos que ratificam estudos científicos

Rosa Domingues Stancati

Na década de 80, o mundo das corridas era outro, inimaginável para quem vive a realidade das corridas de rua hoje, a começar pelos treinos.

Naquela época, quem treinava nas ruas recebia olhares estranhos e indagações que questionavam o motivo de correr, como: “Pra que você corre se não ganha?”.

A tecnologia, a estrutura e conhecimento eram escassos.

O número de corridas e corredores era pequeno.

A organização das corridas geralmente apresentava falhas, horários não eram cumpridos, hidratação inadequada, premiação problemática, classificação errada, cronometragem duvidosa e tumulto, apesar da boa vontade dos organizadores.

Tudo isso mudou radicalmente, a começar pelo significativo número de idosos, sua dedicação aos treinos e sua performance.

A pergunta de outrora sobre o motivo de correr é respondida na tabela abaixo dos tempos obtidos por idosos nas maratonas, inimagináveis naquela época e comuns hoje.

Na categoria de 60 a 64 anos, no masculino, os tempos entre 3 horas e 3 horas e meia são um fato, o que demonstra a vitalidade obtida por quem pratica atividade física, ratificando assim estudos científicos que apontam a atividade física como importante para a saúde e qualidade de vida.

 EDIÇÕES ANTERIORES

fevereiro 2015dezembro 2014novembro 2014outubro 2014agosto 2014julho 2014junho de 2014maio de 2014abril de 2014fevereiro de 2014, dezembro de 2013, novembro de 2013, outubro 2013setembro 2013agosto 2013julho 2013maio 2013abril 2013 , março 2013fevereiro 2013